Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Férias? Não, pá!

por neves, aj, em 30.08.04

(para mal dos meus pecados)
No regresso à escrita dou em título o que  poderá ser a resposta aocomentário (in Bandeira Nacional) do meu amigo e xará (em dobro) AntónioNeves, homem das biologias que ama e difunde a Arte. Obreiro de um sítio sobrea sua simpática Vila Dianteira, criou também blog próprio ondenos presenteia com textos mui agradáveis uns da sua autoria outrossendo importantes e curiosas citações... a visitar.
Merecedor de umajustificação face ao meu silêncio nas páginas do Voz do Seven, tanto maisque o António foi  a minha primeira bússola nestas andanças, resolvifazê-lo publicamente aproveitando assim para de uma só pincelada tapar todasas falhas perante os meus leitores. Leitores que não serão (ainda) muitos, maso que para mim conta é que são fieis e agrada-me imensamente que o Voz do Seven ultrapasse fronteiras,qual  passageiro sem passaporte que tem como destino primordial a Santa Comba que me viu nascer na pessoa de amigose leitores das andanças jornalísticas. Num ápice, ele, o Voz (não consigo encontrar a razão de o ter baptizado masculino)dá os primeiros passos em Santos e mergulhano Atlântico vagando até Luanda, ruma ao Canadá com escala nos EUA e,fazendo uma visita à "Casa do Dragão", pisga-se para outras paragens nãose sabendo até onde já chegou tendo eu apenas referências que em Espanha eFrança já foi amado.
(Em tempo... sendo a internet uma comunicação universal, que os(outros) leitores me desculpem por esta referência simplória aos citadoslocais, mas cada um dos amigos nos referidos pontos merece também aqui pequenodestaque nem que seja de uma forma um pouco esfumada e em entrelinhas.)
A vida é bela
pois é. Poderá ser ambição de cada um  ter uma vida florida, de rosas, masdiz o povo que não há rosa sem espinhos e diga-se que sem eles, sem essasagruras, nem a própria vida  teria sentido. Acontece é que por vezes ascontrariedades são grandes e atrapalham-nos de tal modo que somos obrigados amodificar completamente o rumo dos nossos hábitos. Assim, quis o (nefasto)acaso que casca de banana qualquer me batesse à porta e enviasse para cama dehospital a mulher que foi a razão da minha vinda até estas paragens. Ao baqueinicial, o clarim fez-se ouvir e enfrentando o boi pelos chifres agora aqui em casa luta-se etenta-se rumar em frente. Aqui estou eu, pois, às voltas dos tachos e panelas,roupas e et cetera, sem tempo, aliás pouco tempo e reduzida disposição para aescrita no Voz do Seven. Hoje resolvi fazê-lo, talvez obedecendo a algum pedidosubconsciente de desabafo ou de provar à minha própria mente que a vidacontinua e firmemente me convencer de que não será esta quebradura ou qualquer outra que tivesse sido, o espinho que impedirá a colheita da rosa...
A escrita no Voz do Seven
nos tempos mais próximos não será, assim, com a periodicidade desejada, mas o Voz do Seven (também) nãoesmorecerá. Neste momento coloco-vos à mesa este desabafo justificativo,mais como aperitivo para a entrada que desejo oferecer, talvez logo após a horada janta, sobre os meus Olímpicos... honrando os que merecem e desancar nos mimados que foram passear. Por falar emmesa, está na hora de rumar à cozinha... já vós pelas bandaslusas terão acabado a amena cavaqueira de intervalo de almoço entre os tragos de uma bica, não?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:22




  


 photo logoasminhasfotos_zps81358f6e.png

calendário

Agosto 2004

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031




Comentários recentes


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK