Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



sites culinária

por neves, aj, em 28.07.05
Sites de Culinária
Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com
gastronomias.com
MOLHO DE ESCABECHE

INGREDIENTES:

6 cebolas
3 dentes de alho
2,5 dl de azeite
3 cravinhos de cabeça
1 folha de louro
6 colheres de sopa de vinagre
1 colher de chá de colorau
Sal e pimenta q.b.

PREPARAÇÃO:

Cortam-se as cebolas e os dentes de alho em rodelas finas.
Levam-se ao lume com azeite, os cravinhos e louro.
Quando a cebola começar a estalar, deita-se o vinagre e o colorau.
Tira-se do lume e tempera-se com sal e pimenta.
Deita-se sobre peixe frito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:14

Tia São Canoa

por neves, aj, em 28.07.05

Image hosted by Photobucket.comO carteiro entregou, Voz do Seven abriu e nem queria acreditar no que vinha dentro do sobrescrito electrónico. Em anexo aos tradicionais cumprimentos, Voz do Seven foi contemplado com a foto de uma das senhoras mais queridas dos santacombadenses em geral e muito em particular deste que convosco conversa.
De lenço sobre os cabelos e xaile estilisticamente colocado p'los ombros, a imagem da Tia São retrata fielmente a mulher tradicional portuguesa, trabalhadora e sofrida em tempos bem amargos que tantas vezes tinha de lutar solitariamente pela vida. Na sua tasquinha, conhecida simplesmente como "A Canoa", serviu pobres e abastados, cavadores e letrados e fossem residentes ou viajantes todos eram recebidos com a mesma simpatia daquele tímido e inesquecível sorriso. Paciente, ouviu brincadeiras carinhosas de clientes, doutros desabafos, e a alguns deu conselhos.
A
sardinha em molho de escabeche da Tia São Canoa deveria constar de todo e qualquer Pantagruel, porque era um verdadeiro petisco dos deuses e o sabor e aspecto jamais poderão desaparecer da memória daqueles que tiveram a felicidade de a provar. Para além do prazer de visitar a Tia São, o mais exigente dos garfos também se poderia deliciar com "peixinhos do rio" ou com "queijo fresco", de ovelha note-se, que se seco pelas suas mãos hábeis se tornava outro manjar diferente e delicioso. Temperados com sal e pimenta (do reino) os ovos cozidos também faziam parte do cardápio e para beber, claro está, para além de sumos e refrigerantes, um bom tinto da Região do Dão tirado na hora dos pipos em cantareira que davam aquela beleza ímpar às tasquinhas de antigamente.
A lei da vida não se compadece, mas driblemos com subtileza as perdas físicas e fiquem as memórias... da tasquinha e principalmente da
Tia São e nem ficaria mal que a toponímia santacombadense se lembrasse da sua rua, da Rua da Canoa, porque por mais simples que possam ser, as raízes devem ser perpetuadas e é delas que se constrói e vive um povo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:41




  


 photo logoasminhasfotos_zps81358f6e.png

calendário

Julho 2005

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




Comentários recentes


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK