Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Errámos

por neves, aj, em 27.04.08

NOTÍCIA DA JOVEM DESAPARECIDA É FALSA
e a entrada foi apagada dos nossos arquivos

PhotobucketVoz do Seven ERROU e PEDE DESCULPA, apesar de defender que as desculpas devem sim é ser evitadas.
Voz do Seven não vai escudar-se levianamente afirmando que não teve culpa já que se limitou a transcrever o que leu em outro blogue, que aliás considera como jornal ou órgão informativo, antes sim penitenciar-se porque devia ter feito antes da publicação o que há 4 dias tem vindo a fazer: ligar para os telefones divulgados e constatar então que não há resposta alguma.

Confirmou-se então o que oJORNAL DA MADEIRA tinha publicado e nos despertou para a descoberta da verdade. Resta ainda pedir desculpa à menina da foto que por arrastamento andámos a difamar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17

Domvs Ivstitae

por neves, aj, em 27.04.08

(em dia de aniversário uma viagem às memórias de infância)

PhotobucketO Palácio da Justiça da nossa cidade de Santa Comba Dão festeja hoje 43 anos.
Na verdade foi no dia 27 de Abril do ano de 1965 que o Presidente da República de então, Almirante Américo Tomaz, cortou a fita de inauguração deste majestoso edifício que já é um ex-líbris da nossa cidade [foto da época].
Como a alusão a estes factos é tão delicada quanto nos movimentarmos em areias movediças, virá a propósito colocar os pontos no devido lugar e ficam desde já avisados os "precipitados em juízos" e/ou os "protestantes por sistema" que esta citação no Voz do Seven nada tem a ver com evocações ao antigamente e é apenas um apontamento a propósito, porque a gaveta da memória se escancarou num repente quando prospectava uma foto antiga do nosso Jardim para colocação futura no álbum que ando a construir. Para os mesmos e também para os desavisados lembro ainda que sou de mente bem aberta e que estas "coisas do passado" não me incomodam, não as escondo e falo delas, só que as renego no sentido de não ser seu seguidor, claro.
PhotobucketA foto em questão mostra-nos oJardim antigo onde salta logo à vista o Coreto que agora repousa no Largo da Feira e com o qual tenho inúmeras histórias de cumplicidade (não passasse eu por ali todos os dias) sendo que uma envolve este belo edifício que deu o mote a esta entrada. Eu devia andar pelos 7 ou 8 anos, nunca dez, e as paredes do Palácio ainda não estavam expostas ao público, só se conseguiam ver espreitando pelos buracos entre tábuas do tapume que protegia dos olhos dos curiosos a construção em andamento. Mas se na idade tenho dúvidas já serei mais preciso quanto à altura que mediria: precisamente tantos centímetros quantos os que vão de um farol de motorizada, talvez de marca Famel, até ao solo, mais uns tantos centímetros que iriam dos meus olhos até ao alto da cabeça. Verdade. Não fiqueis admirados nem julgueis que tenho memória prodigiosa, afinal é o que me diz a marca do choque, embora ela seja tão ligeira tão suave que realmente às vezes penso que só a memória a vê. Bom, andava eu a passeio pelo Jardim, na habitual romaria às obras do Palácio, com a D. Emília e Sr. José de Almeida meu vizinhos a quem chamava de "papás" (à Rosa e ao Zé Neves chamava "pais") e como puto travesso que se preze lá teria fugido da alçada dos seus olhos. Provavelmente em correria desenfreada atropelei então a motorizada do sr. José Durães (Zé Borracho) electricista na Câmara Municipal que a tinha estacionada junto ao Coreto onde por baixo existia um depósito de materiais. A memória fala-me do sangue a brotar sob o olho esquerdo e a aflição dos presentes, também que num ápice estava nas mãos do Dr. Carvalhal com consultório ali perto no zagão da Casa dos Arcos e que andei uns dias com um penso a proteger o ferimento.
Ah... da inauguração lembro tirarem a Bandeira Nacional que cobria a Estátua de Salazar no largo defronte ao Palácio e onde agora uma fonte repuxa em liberdade e recordo também o passeio a pé do Presidente até ao emblemático Largo do Balcão onde descerrou placa com o seu próprio nome não me recordando eu de protestos do Povo (sim aplausos) por terem alterado a denominação ao nosso querido Balcão. A imagem da Guarda de Honra perfilada na Rua Sta Columba entre a Casa dos Arcos e os Correios também me vem à memória, mas é essencialmente a chuva de milhares de papelinhos verdes e vermelhos que caía sobre as nossas cabeças que eu recordo com mais intensidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:16




  


 photo logoasminhasfotos_zps81358f6e.png

calendário

Abril 2008

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930




Comentários recentes


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK