Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Semana do Idoso em Santa Comba Dão

por neves, aj, em 30.09.08

1 a 4 de Outubro

PhotobucketComo o Voz está livre de formalismos vamos chamar-lhe Semana dos Velhotes, porque idoso é todo o que tem bastante idade, afinal o velho de antigamente, e velhote é aquele que é realmente mais velho do que nós, mas merecedor de toda a atenção, respeito e carinho do mundo.
Mais a sério... decorre de amanhã dia 1 de Outubro até Sábado, dia 4, uma "semana" dedicada aos decanos da nossa cidade de Santa Comba Dão. Como nos diz oportal da CM haverá em cada uma das freguesias actividades físicas  (Seniores em movimento), actividades de biblioteca e rastreios à saúde (Viver mais e melhor) e no Sábado, na sede do município, haverá uma manhã de Jogos Tradicionais seguida de almoço (à borla). [clicar na imagem para ver programa]
Da nossa parte vai o desejo de que a aderência seja em peso e que reinem a alegria e a diversão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:07

Rafael Fernandes

por neves, aj, em 28.09.08

(se fôssemos um desses jornalistas desportivos à procura de protoganismo começaríamos talvez por dizer: fixem este nome. Mas não, e não dizemos porque para já não somos visionários e depois ainda muito caminho há a percorrer... além de tudo o mais queremos que este nosso jovem amigo, independentemente dos seus dotes futebolísticos, tenha sempre os pés bem assentes na terra e jamais entre nas mesmas euforias e vaidades de tantas promessas que ficam pelo caminho)

PhotobucketBom, o moçoilo todo boneco aí da foto é o Rafael. É nosso conterrâneo, como nós filho da amada Santa Comba Dão e de boas famílias como se costuma dizer, mas que no caso não é mero chavão já que estamos à vontade para o garantir: ainda somos do tempo do bisavô Aníbal, conhecemos bem o avô Manuel a quem não podemos deixar de enviar um abraço muito especial e vimos crescer o pai Nuno. Ao Rafael também vimos crescer, claro, e logo desde o colo da mãe mas apenas aí até aos seus 3 anos porque entretanto resolvemos atravessar o Atlântico. Já dá para perceber então que éramos mais ou menos vizinhos o que nos permitiu ainda chutar umas bolas um para o outro, porque está mesmo a ver-se que o Rafael não largava a redondinha e provavelmente até dormiria agarrada a ela, muito por influência do pai que na altura era atleta no Desportivo Santacombadense, clube da nossa cidade também carinhosamente chamado de Pinguins do Dão.
Quis o acaso, ou talvez não como diz a amiga açoriana, que um dia destes o Rafael se atravessasse à frente de um clique nosso numa daquelas correrias pela internet e claro que metemos travão a fundo quando nos deparámos com esta foto retratando a careca loira de um puto de olhos claros equipado com a camisola dos Pinguinzinhos. Tal qual o Fael que conhecíamos, pensámos, embora agora já menos bochechudo, mais homenzinho. De imediato lhe endereçámos convite para avivar a amizade interrompida e agora somos parceiros no Hi5, uma comunidade social virtual onde cada um de nós tem a sua página, faz novos amigos e/ou encontra velhos conhecidos.
Mas o Rafael não está aqui para ser o único a receber os louros da escrita. Olhando para o belo emblema que transporta no peito é nosso dever também focar a associação, o clube, onde o Rafael é atleta e por ser nosso conhecido e amigo é que o escolhemos, após autorização superior note-se bem, para então ser ele a fazer a respectiva e devida apresentação.
Photobucket Trata-se da Associação de Formação Desportiva O Pinguinzinho [aqui sítio oficial] que tem sede na nossa cidade de Santa Comba Dão e que nos atrevemos a apelidar como herdeira natural das camadas jovens do Desportivo Santacombadense que tanto gostávamos de acompanhar principalmente o escalão de Escolas.
Soubemos pelo sítio oficial da AF Viseu (um pouco bagunçado, diga-se de passagem) que nesta época de 2008/09
O Pinguinzinho vai competir nos escalões de Escolas e Infantis (Futebol de 7) e de Iniciados dos respectivos campeonatos distritais e tome-se desde já nota que as duas primeiras competições terão início a 11 de Outubro e o de Iniciados (Futebol de 11) uma semana antes, no dia 5 de Outubro, ou seja, no próximo Domingo. Por falar nisso e já que o bichinho da Camisola Preta começou a morder-nos as entranhas deixamos aqui ligação a página que construímos e onde colocámos outras ligações que dão acesso à AF Viseu e ao ZeroZero.pt de modo que os caros leitores possam acompanhar a campanha 2008/09 dos nossos jovens craques lembrando ainda que na página principal de cada um dos modelos do Voz será em breve também colocado um link no item Futebol no Voz.

Bom, apresentação feita companhia desfeita. Chegou a hora da despedida, mas jamais do adeus porque também comungamos do desejo que o Rafael nos endereçou de nos conhecermos pessoalmente. Um dia, está prometido. Poderíamos desejar-lhe de uma maneira simplista que todos os seus sonhos se realizassem, mas preferimos ir devagar e falar só do futuro próximo. Assim caro Rafael, que no futebol tu e a tua equipa consigam atingir o mais alto degrau possível neste Campeonato que se avizinha, mas que jamais te distraias nos estudos. Dizem por aí que um futebolista que queira seguir a carreira (o profissionalismo) encontra dificuldades em conciliá-la com os estudos, mas isso não é totalmente verdade, eles casam muito bem.
E em fim de seca que não se previa tão longa, tudo de bom para ti como se diz por aqui, porta-te bem mas não deixes a brincadeira de lado, enfim sê jovem, feliz, muita e boa música também (os rumores não têm fronteiras) e que não demore muito tempo para veres a "tua águia" voar bem alto e chegar ao topo.
Aquele abraço!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:39

... culpa da foto.

Photobucket
(que Camões nos perdoe o abuso e os leitores o estado de espírito)</font>

A foto, belíssima, é da autoria de Miguel Claro e vimo-la no Blogue da Embaixada que ao que parece resolveu mudar um pouco o visual. Fez bem, o blogue. Mudança é sempre sinal de movimento e movimento dá-nos sempre a sensação de p'ra frente, de evolução. Assim como alternância, por vezes tão necessária para justificar uma democracia. Nem sempre barbeado nem sempre barbudo, como diz o outro. É. Há uns dias essa ideia, a de mudar de visual tal como o blogue, veio-nos à mona. É que já lá vai mais de uma dezena de anos que vemos ao espelho sempre este mesmo rosto escondido entre pêlos, agora de maioria grisalha já que os anos vão passando, e pensámos que não seria mau de todo fazer uma limpeza. Pensámos sim, mas por aí nos ficámos.
É que por ordem expressa da Maria parece que ainda não vai ser desta que o sol brasileiro nos vai tostar a pele do rosto. Será que ela terá receio do que possa encontrar por baixo da pelugem? Bom, afinal de contas sempre assim nos conheceu e jamais nos viu de cara ao léu. Mas c'um raio, apesar de nunca comungarmos das ideias de Narciso nem sermos manientos pela beleza pessoal achamos que a Natureza não nos deu assim umas fuças de assustar um comboio ou trem. É certo que o sucesso na adolescência imberbe era fracote, mas isso não se devia, pensamos, à carita e sim à falta de lábia e de auto-confiança (culpa dos temores da idade) que, afinal, acabaram por chegar depois e vieram bem a tempo, diga-se de passagem.
A foto leva-nos precisamente a esse tempo inocente, ao tempo do menino e moço de rosto lavado sem preocupação de giletes e cortes na cara que um belo dia desceu pela primeira vez à capital, e por culpa das recordações é que trouxemos a citada para cá. A Ponte, então Salazar e hoje 25 de Abril, teria 4 anos e nós 15. Conhecemo-nos assim nessa altura. Estávamos em Dezembro e ainda guardamos na memória a temperatura amena, mais amena que na nossa Beira claro, que encontrámos em Santa Apolónia a estação de comboio fim de linha onde a tia estava à espera, à nossa espera, sendo que nossa se refere a nós à trindade residente no Outeirinho da ditosa Santa Comba Dão e formada pelo casal Neves e pelo filho caçula, este eu que vos escreve mas que nesta crónica resolveu optar pela narração na primeira pessoa do plural.
A foto atraiu-nos pelas luzes e pelo que nos parece madrugada, recordando-nos aquele amanhecer na varanda do cais de Alcântara onde  ladeados e enleados pela imponente Ponte testemunhámos o atracar do paquete Niassa (ou Uíge, talvez) se se pode apelidar de paquete um navio que transporta umas três mil vidas e apresenta feijão frade em cardápio de Ceia de Natal... assim o teriam entendido suas altíssimas patentes como justo prémio pelas férias forçadas lá pelos Cus de Judas de África. Tudo era novidade para nós: o rio de águas calmas e largas que nos parecia maior que um mar, uma ponte alta e enorme que se perdia no horizonte da outra banda, as manobras a encostar ao cais de um barco gigante com comprimento maior que a rua onde vivíamos e depois aquela nunca vista multidão de homens que nos pareciam moscas de início e foram crescendo crescendo até nos dar a falsa ideia que os conhecíamos, mas afinal eram todos iguais de verde farda tingidos. Animou-nos um pouco o espírito e dissipou-nos a dúvida de que seria procurar agulha em palheiro a placa dizendo Santa Comba Dão que o Zé Neves, o patriarca da trindade, transportou para Lisboa e no meio de tanto braço ao alto e de milhares de mãos a acenar lá nos convenceram que aquele era o irmão que tínhamos visto partir dois anos antes rumo a uma guerra pelo Bem da Nação mas que na realidade era por outros interesses incompreendidos pelo comum Zé Povinho... que permanecia calado não por natureza mas por decreto governamental.
A foto não retrata mas aconteceu, já o céu estava bem claro nas imediações do cais. O tiro de partida (ou de chegada a bom porto) foi dado e a maralha aprisionada em ansiedade naquela enorme caixa flutuante durante mais de duas semanas deu asas à alegria e correu para junto de seus familiares. Esmagados uns contra os outros riam e choravam em abraços contidos durante longos vinte e tal meses pela felicidade de os jovens militares terem regressado. Até ao meu regresso, não se cansavam eles de avisar em mensagens? E regressados sãos e escorreitos como todos tinham rogado à senhora de não sei quantos em breve seria hora de lhe ir pagar em peregrinação.
A foto traz-nos assim à memória aquele amanhecer sob a Ponte, àquele raiar de dia em felicidade e contentamento (após vinte e seis meses de angustiante espera) difíceis de descrever pela mente do miúdo de então e que hoje lhe chamamos apenas de leda madrugada, é certo que por culpa de Camões mas também do soneto porque a tristeza anda associada: é que quando o miúdo  retornou à varanda do cais de Alcântara viu desembarcar dezenas e dezenas, mais de uma centena na contagem inocente da criança, de urnas nuas de Bandeira não lhe sendo difícil adivinhar que guardavam dentro de si corpos hirtos de homens que antes tinham embarcado como jovens enérgicos carregados de sonhos e que agora despidos de vida jamais poderiam pagar as promessas feitas à tal senhora de não sei quantos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:32

Portugal na ONU

por neves, aj, em 26.09.08

CLICARIdos vão os tempos salazarengo-marcelistas em que nas Nações Unidas Portugal era constantemente criticado e vaiado por alimentar uma guerra colonial despropositada e desnecessária que apenas nos oferecia jovens mutilados ou corpos envoltos em bandeiras de chumbo para além da desonra e descrédito perante as democracias do mundo, na altura em forte mudança. Eram os tempos da solidão e do isolamentolusitanos, mas, atente-se bem, jamais de forma orgulhosa como nos era impingido em sermões de propaganda enganadora por voz seminarista.
Hoje Portugal é, orgulhosamente, recebido com honras. Escutado também. Membro activo e respeitado na ONU, Portugal deseja consolidar a sua posição na cena internacional e, pelas palavras do Presidente Cavaco Silva em discurso na Assembleia Geral como nos é referido pelo Blogue da Embaixada, lembrou a sua candidatura lançada em 2000 a membro não-permanente do Conselho de Segurança para o biénio 2011-2012, lugar que já ocupou em 1997-1998, diga-se de passagem.
Então, que os argumentos lusitanos sejam convincentes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:38

Aquele abraço

por neves, aj, em 25.09.08

PhotobucketNa sede da Organização das Nações Unidas (ONU) os chefes das  delegações da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) reuniram-se em almoço a convite do Presidente da República Portuguesa, Aníbal Cavaco Silva.
Foi no dia em que "pela primeira vez um Chefe de Estado de Portugal falou em português nas sessões formais... com tradução simultânea para as línguas oficiais", como já fizemos referência em outro local.

um clique na imagem leva a fotos do portal da Presidência da República Portuguesa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:43

Damas e cavalheiros

por neves, aj, em 24.09.08

PhotobucketÉ verdade que a foto não retrata propriamente uma partida de Damas, mas para o efeito nem interessa, e sim de Xadrez entre um camarada qualquer desafiando a sua própria imagem, situação que não deve ser considerada loucura já que todo o bom jogador em qualquer dos jogos referidos tem que imaginar duas ou três jogadas, as  possíveis, que o seu adversário pode responder a um dado movimento de uma sua pedra. Assim, consideremos que o nosso homem está a desafiar a sua própria imaginação o que em termos mentais se deve aceitar plenamente como pertencentes à normalidade.
Bom, mas deixemo-nos destas dissertações vadias (que ainda  nos podem levar à loucura) e vamos à nossa, afinal à justificativa de trazer até vós um tolo ou considerado como tal que se colocou à frente de um espelho a ver-se a disputar uma partida de jogo de tabuleiro... é que a foto é um chamariz para vos levar até apresentação de slides em PowerPoint deveras engraçada de fotografias com humor captadas pela objectiva do francês Renê Maltête e ainda,
aproveitando a deixa....
fazer recordar ao pessoal da santa terrinha evento realizado há 30 anos na ditosa Santa Comba Dão em que as Damas e os cavalheiros que as jogaram foram atracção rara, tão rara que nunca mais se encontraram em competição por terras santacombadenses, como nos relatou então na altura própria no semanário Defesa da Beira o amigo David Oliveira, ilustre conterrâneo que já tevehonras de destaque aqui no nosso espaço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:19

Santa Comba Dão em puzzle

por neves, aj, em 23.09.08

A "brincadeirinha" é já antiga e conhecida de muitos leitores, mas merece ser recordada mais que não seja por ter o cunho de Voz do Seven.

Photobucket
clicar na imagem

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:06

Foz do Dão e outros

por neves, aj, em 22.09.08

PhotobucketPor mero acaso, ou talvez não, hoje conhecemos um blogue  relacionado com a nossa ditosa Santa Comba Dão. Nele contam-se histórias da antiga aldeia da Foz do Dão (hoje submersa pelas águas da Aguieira) construída no exacto local onde o Rio Dão se lançava no Mondego e que são acompanhadas por algumas fotos da época como essa que retrata o "caneiro do Dão" e que nos atrevemos a trazer de lá do sítio.
Feita a apresentação, desafiamos os nossos leitores a fazer uma visita aoFoz do Dão e outros e em jeito de boas vindas aqui ficam as maiores felicidades para o nosso colega, e seu autor ANM, nesta deliciosa missão de divulgar a nossa região.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:49

Nórdicas em Santa Comba Dão

por neves, aj, em 21.09.08

PhotobucketCremos não errar nem ferir susceptibilidades se considerarmos como nórdicos osfaroenses (encontrámos também feroeses e virá a propósito levar em  atenção que os habitantes de Faro são farenses) já que apesar da autonomia o território dasIlhas Faroé (também Ilhas Feroe, afinal ilhas das ovelhas) está sob a administração da coroa da Dinamarca, nação nórdica que faz parte da Comunidade Europeia embora, note-se bem, este arquipélago de quem falamos tenha dito não à UE em referendo.
Bom, mas deixemos as geografias e as políticas um pouco de lado, porque o que nos traz aqui é o Campeonato da Europa de Futebol Feminino na categoria Sub 19 que tem um grupo de apuramento a ser disputado em Portugal, mais precisamente em localidades no coração da nossa Beira: Nelas, Tondela e Penalva do Castelo que receberão os jogos da Selecção Portuguesa (treinos em Nelas) e ainda Viseu, Mangualde e a nossa ditosa Santa Comba Dão contemplada com o desafio entre a Noruega, nação nórdica por excelência, e as citadas Ilhas Faroé, e que terá lugar no Municipal no dia 26 de Setembro, Sexta-feira, pelas 16 horas. Lembrando que a imagem leva à respectiva ampliação resta desejar que os santacombadenses com um tempinho disponível não se esqueçam de comparecer no Municipal para apreciar as potencialidades das loiras do norte da Europa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:53

Exposições em Santa Comba Dão

por neves, aj, em 21.09.08

Forais Manuelinos do Concelho - Biblioteca Municipal Alves Mateus - 25 de Setembro a 3 de Outubro - estarão expostos os Forais (cartas de doação) de Couto do Mosteiro, Óvoa, Pinheiro de Ázere, São João de Areias e Santa Comba Dão [imagem Foral] atribuídos por D. Manuel I (daí a designação de manuelinos) em 1514. [notícia no portal CM]

 PhotobucketPhotobucket

AS VINDIMAS ONTEM E HOJE - Posto de Turismo (Largo do Balcão) - 22 de Setembro a 5 de Outubro - o corte, transporte em carros de tracção animal e pisa dos cachos de uva por pés descalços nos lagares de tempos de antanho lado a lado com os processos modernos nas cooperativas vinícolas de hoje.

Nota - cada imagem leva à ampliação do cartaz respectivo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:50

Pág. 1/2





  


 photo logoasminhasfotos_zps81358f6e.png

calendário

Setembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930




Comentários recentes


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK