Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Tramados por uns cocos

por neves, aj, em 22.02.10

Photobucket... estafilococos, mais exactamente, não tendo eu fixado a sua denominação específica. Por falar em especificidade: identificada que foi a bactéria que amolenta a minha Maria, a menina bem comportada que não merece isto nem de perto nem de longe [em mim tamanho castigo já seria aceitável, talvez], começou a ser administrado um antibiótico específico. Resta agora rogar que o dito cujo cumpra a sua função de aniquilar os malfadados cocos. Só que o processo é mais moroso que atar [chouriças ou linguiças] e pôr ao fumeiro. A terapêutica vai levar o seu tempo já que terá que obedecer a "protocolos" pré-estabelecidos e que no caso do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP é de 14 dias de duração. Muito tempo para quem espera e, especialmente para quem não tem paciência, como é o meu caso. Felizmente que ela a tem e, também, felizmente, que me livrei de dar explicações à família, não à minha, claro, [porquê, como aconteceu, que dizem os médicos, etc] após resposta de patas ao alto que me prezo de ter dado. Verdade seja dita que ando um pouco confuso, sem obter respostas precisas e esclarecedoras para acalmar uma mente perguntadora que tem umas luzes mas que lhe falta a instalação completa, como diria o Zé Povinho. Contudo, amanhã, afinal hoje porque são três horas da manhã numa noite em que o sono já se evaporou, como mui provavelmente chegarei à fala com a infectologista que está com o caso em mãos [da parte ortopédica, já se poderia falar de alta] espero já ficar de mente [e dúvidas] mais aliviada tanto que, pelo que me é dito em explicações superficiais e que não me satisfazem quer pelo médico residente [interno?] e enfermeiras, a terapêutica até pode ser feita por via oral ou se por obrigatoriedade ter que continuar por via endovenosa poderá ter alta e ir diariamente a um centro de saúde, o que não é muito do meu agrado diga-se em abono da verdade, mas como também não sou eu que estou lá deitado na cama do Hospital vou evitar mandar palpites, pelo menos por ora. Mais calmo, em parte porque também comuniquei com o Cazaquistão, acho que me vou deitar para dormir mais umas horas, já que amanhã tenho um dia longo pela frente. A primeira coisa a fazer é levar a minha Piruças 4patas ao veterinário, porque manca de uma pata, da dianteira direita, e não consegue caminhar sem acusar dor. Tenho até de pegar nela ao colo para poder comer e beber, tornando-se deveras difícil de saber se é isso mesmo que ela pretende já que não podemos esquecer que também urina e evacua. Vá lá saber-se. Mas nem dá para acreditar a razão desta situação: uma infecção entre duas unhas, pelo menos assim me parece.... como diz o doutor amigo, às voltas ele também com uns incómodos sobre as cruzes [tal como os padres pecam, também os médicos adoecem], que mais me irá acontecer?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:06




  


 photo logoasminhasfotos_zps81358f6e.png

calendário

Fevereiro 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28




Comentários recentes


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK