Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Jaquim Matoco

por neves, aj, em 15.04.12

Photobucket
um clique para ampliar

... santacombadense nascido na freguesia de Treixedo, Joaquim Andrade [Jaquim Matoco na voz popular] deve ser considerado como [mais] uma das figuras típicas da ditosa Mãe-terra de Santa Comba Dão. Pouco sei da sua vida quando novo. Possivelmente teria tido vários empregos [a ausência de alguns dedos numa das mãos teria sido provocada, creio, por rebentamento de vela de dinamite aquando trabalhava numa pedreira], não sei quantos, mas lembro-me bem de ele trabalhar na extracção de areia no Vau: amiúde o via a atravessar a então Vila ao volante de umDumper carregado de areia. Já mais velho fazia uns biscates/bicos e era vê-lo no apoio à banca de frutas e legumes da estimada D. Elsa no Mercado Municipal. Não me lembro de alguma vez ter visto o Joaquim de cabeça nua: apenas eram perceptíveis os tufos de cabelo que a inseparável boina não cobria. Verdade seja dita que também não me recordo de uma vez sequer o ter visto de camisa ou camiseta de meia manga. Mesmo no Verão. Sempre, sempre de casaco. Blusão ou outra roupa com mangas. No Inverno chegava a vestir casaco sobre casaco,  samarra como na foto publicada, também sobretudo ou gabardina. Aliás, o estilo era-lhe conferido precisamente pela boina de pala para o lado e pelos casacos e sobretudos que vestia, contudo, também pela marcha balanceante, extremamente difícil de descrever por palavras, mas bem peculiar do Jaquim Matoco.
Curiosamente não é a primeira vez que trago o Joaquim aqui ao Voz. Por várias ocasiões já o foquei quando quero abster-me de opinião: bom, como diria o Jaquim Matoco, costumo eu escrever. Na verdade, se assistente de troca de opiniões entre presentes e lhe era perguntada a dele, ele rematava com o célebre bom, dito em tom como quem reflectia, mas não saía dali. Espertalhaço o amigo Jaquim: não tomava partido, não caía para um lado nem para o outro [não saía de cima do muro como por aqui se diz] e, tomasse a discussão o rumo que tomasse, não comprometia a tacita de tinto que a sabedoria dele lhe dizia que viria no final.
A foto [um clique sobre ela para ver de forma ampliada] é recorte de uma outra datada de 1993 e captada no Parlamento, espaço único na cidade e que já foi aqui merecedor de homenagem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:38





  


 photo logoasminhasfotos_zps81358f6e.png

calendário

Abril 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930




Comentários recentes


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK