Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


El paraguaio

por neves, aj, em 13.07.12

... ontem foi dia de ida ao Maria Zélia, entenda-se AME Maria Zélia, Ambulatório de Especialidades Médicas, localizado na região de Belém, mas não do Pará, claro. Saí de casa bem cedo ao raiar da aurora, já que o percurso me consome umas duas horas entre metro/metrô, autocarro/ônibus e, claro, o tempo de espera entre ligações. Pode parecer cansativo, mas eu até gosto, note-se, tanto que evito a alternativa que pode ser feita num único ónibus porque, apesar de directo, torna a viagem mais que maçadora ao amarrar-me no mesmo assento durante umas duas horas e tal. Dá-me um certo gozo a opção de viagem escolhida porque saltito de um lado para o outro [duas baldeações de metrô, entenda-se como transbordos, e outras duas de ônibus] e eu adoro vaguear pelas estações, cruzando-me com gente de fisionomias e vestimentas tão diferentes. Tamanho privilégio, de lidar com tão grande disparidade de aparências e cores, é que, na minha maneira de ver, atenua de certa forma algumas agruras que as grandes cidades nos oferecem, nomeadamente esta imensa urbe de São Paulo. O meu objectivo era tentar resolver a questão da marcação de um exame de imagem que estava em lista de espera havia meses, não propriamente pra mim antes pra minha Maria, mas, e porque era Quinta-feira, claro que não podia deixar de visitar a minha médica gastroenterologista já que é um dos dias da semana em que ela se encontra de serviço no Maria Zélia. Embora não tivesse consulta marcada [o "sistema" marcou para Novembro a próxima consulta] fui colocado à vontade para que, sempre que necessário, a visitasse. E se imprescindível se tornar a presença do meu processo/prontuário a doutora solicitará um "encaixe", desenrasque que nem todos os médicos aceitam.

cori

Conhecemo-nos em Dezembro do ano passado, 22, dia da primeira consulta, e, por imperativos, tornou-se, agora, na vigilante do meu sistema digestivo nomeadamente na cata de hipotéticos outros pólipos intestinais que me possam apoquentar. Prática e objectiva, conhece [e reconhece] os espinhos na saúde pública e não tem problema algum em driblar o "sistema" de forma a que o doente não seja tão castigado com tão longas esperas de atendimento. Eu que o diga. Sinto-me bem nas suas consultas, conversamos bastante e entre nós criou-se forte empatia não sei eu bem se por ter sido ela a primeira a ver, em colonoscopia por si pedida, o meu pólipo de estimação a que chamei de cabeçudinho e que na altura mereceu texto embora o não tivesse publicado. Faço-o hoje. Dei-lhe por título, Grávido de um pólipo, e se na altura fiquei deveras apreensivo, o parto mostrou que estava tudo dentro da normalidade. Grande, mas pacato. Quando mo sacaram em operação chamada ressecção, em Março, soube que o dito cujo estava acompanhado de um séquito de outros pouco maiores que o tamanho da cabeça de um alfinete, contudo a análise às biópsias mostrou serem [também] bonzinhos. Para o ano logo se verá se há mais, já que a prevenção é a alma da despreocupação.

Mas ontem, para minha pena, a doutora já não se encontrava no consultório. Informaram-me que tinha sido chamada de urgência por motivo de acidente rodoviário de membro da família. Que não tenha passado de susto, desejo. Um dia destes consumo a visita já que terei que voltar ao Maria Zélia por outros motivos.

Contudo, a viagem não foi em vão, aliás, foi proveitosa: saiu-me a sorte grande já que o "sistema" permitiu a marcação do tal exame para a minha Maria e, imagine-se, a funcionária encontrou uma brecha ainda para este mês. Há dias felizes, para mais já antes tinha experimentado uma sensação nova: conversar com um cidadão paraguaio que se dirigiu a mim na Estação da Sé, o centro nervoso da rede metroviária, pedindo-me informação sobre a ligação para Tabuapé de onde partem os ônibus para o aeroporto de Guarulhos. Teve sorte também, o hermano. Íamos ambos para o mesmo lado, linha vermelha sentido Corinthians-Itaquera. Fomos os dois a conversar [em português com umas castelhanadas aqui e ali] no breve percurso até à estação imediatamente anterior onde ele iria sair. Antes de eu descer, na Estação de Belém, de ouvir as mais calorosas das gracias e de nos despedirmos com um aperto de mão, soube que tinha vindo a trabalho, que era professor de português e que se sentia regozijado pela queda de Fernando Lugo. Eu nem por isso, depor numa câmara de senhores deputados ou senadores um Presidente eleito democraticamente pelo Povo cheira-me a golpe, mas não o contrariei, deixei-o partir em satisfação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:28

Grávido de um pólipo

por neves, aj, em 14.01.12

... a maioria dos cânceres de cólon surgem de um pólipo, porém, são minoria os pólipos que podem se transformar em câncer", li eu, com satisfação, por aí por algures.

Photobucket
um clique para leitura em blogue de médico especialista

... note-se que me aponto grávido do que eu chamei gravidez espontânea, surgida sem união de dois gâmetas, não sei bem se à semelhança daquela que aprendemos na catequese, mas atente-se também que esta minha gravidez não surgiu por intervenção de deus algum, bom ou mau, antes por reacção verrugosa da parede interna do intestino grosso a um estímulo qualquer cuja causa não está nem vai ser determinada e será irrelevante neste momento.

A má-nova soube-a na Terça-feira passada, dois dias pós Natal, e foi-me anunciada pela voz [mãos e olhos] da Drª Adriana curiosamente a minha gastroenterologista, ela mesmo, a própria, que na Quinta-feira imediatamente anterior tinha solicitado o exame e talvez por essa razão de proximidade no tempo me teria reconhecido logo após eu ter subido ao altar do sacrifício onde foi feita a colonoscopia: já aqui, sr António? A marcação [do exame] foi rápida... houve uma desistência doutora, atalhei, já a endoscopia [ao estômago] está marcada só pra Março, acrescentei em desabafo e na esperança vã que me desse uma solução para a antecipar... este exame é mais importante... é, será, concordei eu ao trazer o histórico genético à memória, mas fi-lo apenas em pensamento tanto mais que parecia que os efeitos da sedação já estavam a fazer-se sentir. No entanto eu estava de atalaia e em dado momento [porque vi um frasquinho na mão de uma das enfermeiras] bradei: doutora tá a fazer biópsia... é, pólipo, e tem que ser tirado em ambiente hospitalar devido às dimensões... tou tramado, teria eu murmurado entre dentes, mas parece que ninguém teria entendido e ademais nem é palavra comummente usada por cá.

Porque se sai do exame assim meio zonzo só em casa é que comecei a esmoer o meu pólipo pediculado. Através da internet, claro. Fui lendo acerca, também "ouvindo" palavras de ânimo de um ou outro amigo em conversa pelo "chat" do facebook. Embora continue preocupado, claro, nomeadamente com o resultado da biópsia [finais de Janeiro], a tensão lá se vai desvanecendo mas a realidade é só uma: maligno ou benigno, tenho que sacar o pólipo... assim mo disse a minha filha, concordei e interiozei. Porque é que vos conto? Nem eu sei, por masoquismo é que não é, talvez precise de, à semelhança dos apaixonados, dizê-lo cantando a toda a gente não propriamente porque se tenha orgulho em possuir um pólipo dentro de si mas necessidade de desanuviar e passar a palavra para, se ele aparecer, não se meter a cabeça na areia, e sim enfrentar a realidade e evitar sofrer por antecipação. Outro propósito será estimular o pessoal, nomeadamente cinquentinha, a fazer uma colonoscopia, porque na prevenção é que reside a despreocupação... não é tão tão como se pinta por aí, parir deve custar mais, digo eu!

 

Diga-se que a tormenta, da ressecção e do resultado das análises das biópsias, já passou. Tudo dentro dos conformes. Agora é estar vigilante. Para o ano fazer nova colonoscopia e depois se verá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:12




  


 photo logoasminhasfotos_zps81358f6e.png

calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




Comentários recentes


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK