Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



1888, 13 de Maio... Brasil

por neves, aj, em 13.05.05

...PrincesaImperial D. Isabel, Regente do Império em nome de seu pai o ImperadorD. Pedro II, sanciona a Lei que declara extinta a escravidão noBrasil.

Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com

Essa lei, de <ahref="http://www.unificado.com.br/calendario/11/lei_aurea.htm"target="_blank">número3353</a> econhecida como<ahref="http://img.photobucket.com/albums/v642/seven2005/diversos/lei_aurea_fac_simile.jpg"target="_blank">LeiÁurea</a>,não foi fruto de uma simples assinatura de uma princesa regente(<ahref="http://revistaentrelivros.uol.com.br/edicoes/1/artigo7460-2.asp"target="_blank">I

[Error: Irreparable invalid markup ('<fontcolor="#000000">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="center"><font color="#808080" size="2" face="Arial">...</font><a href="http://pt.wikipedia.org/wiki/Princesa_Isabel"target="_blank"><font color="#000000" size="2" face="Arial">PrincesaImperial D. Isabel</font></a><font color="#808080" size="2"face="Arial">, Regente do Império em nome de seu pai o ImperadorD. Pedro II, sanciona a Lei que declara extinta a escravidão noBrasil.</font></p><div align="center"><center><table border="5" cellpadding="5" cellspacing="5"bgcolor="#000000" bordercolor="#FFFFFF"> <tr> <td><a href="http://www.museuhistoriconacional.com.br/mh-e-506.htm" target="_blank"><img src="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/Diversos/princesaisabel.jpg" alt="Image hosted by Photobucket.com" border="0" width="128" height="161"></a></td> <td><a href="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/Diversos/lei_aurea_fac_simile.jpg" target="_blank"><img src="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/Diversos/leiaurea.jpg" alt="Image hosted by Photobucket.com" border="0" width="126" height="162"></a></td> </tr> <tr> <td colspan="2"><a href="http://www.zbi.vilabol.uol.com.br/otrafico.html" target="_blank"><img src="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/Diversos/navionegreiro.jpg" alt="Image hosted by Photobucket.com" border="0" width="269" height="161"></a></td> </tr></table></center></div><p align="justify"><font color="#808080" size="2" face="Arial">Essa lei, de </font><ahref="http://www.unificado.com.br/calendario/11/lei_aurea.htm"target="_blank"><font color="#000000" size="2" face="Arial">número3353</font></a><font color="#808080" size="2" face="Arial"> econhecida como</font><font color="#000000" size="2" face="Arial"></font><ahref="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/Diversos/lei_aurea_fac_simile.jpg"target="_blank"><font color="#000000" size="2" face="Arial">LeiÁurea</font></a><font color="#808080" size="2" face="Arial">,não foi fruto de uma simples assinatura de uma princesa regente(</font><ahref="http://revistaentrelivros.uol.com.br/edicoes/1/artigo7460-2.asp"target="_blank"><font color="#808080" size="2" face="Arial">I</font><fontcolor="#000000" size="2" face="Arial">sabel, a imperatriz que oBrasil não teve</font></a><font color="#808080" size="2"face="Arial">) seguida de </font><ahref="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/Diversos/publicacaooriginalleiaurea1.jpg"target="_blank"><font color="#000000" size="2" face="Arial">publicação</font></a><fontcolor="#808080" size="2" face="Arial"> no órgão oficial doImpério. Ela é o culminar da movimentação de cidadãos quelutaram pela causa, desde os tempos coloniais com </font><ahref="http://www.feranet21.com.br/biografias/biografias/zumbi.htm"target="_blank"><font color="#000000" size="2" face="Arial">Zumbidos Palmares</font></a><font color="#808080" size="2"face="Arial">, aos dos tempos <em>mais modernos</em> do Impériocom homens como Joaquim Nabuco e Rui Barbosa ou osafro-descendentes José do Patrocínio, André Rebouças e LuísGama a liderarem esses movimentos e que a História Brasileiraconsidera destacados </font><ahref="http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/datas/abolicao/abolicionistas.html"target="_blank"><font color="#000000" size="2" face="Arial">abolicionistas</font></a><fontcolor="#808080" size="2" face="Arial">, termo aplicado aos que sededicam à luta contra a </font><ahref="http://pt.wikipedia.org/wiki/Escravidão" target="_blank"><fontcolor="#000000" size="2" face="Arial">escravatura</font></a><fontcolor="#808080" size="2" face="Arial">.</font></p><p align="justify"><font color="#808080" size="2" face="Arial">A Liberdade chegou.<strong>Mas e aí?</strong></font></p><p align="justify"><font color="#808080" size="2" face="Arial">É a </font><ahref="http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/datas/abolicao/enfimlivre.html"target="_blank"><font color="#000000" size="2" face="Arial">pergunta</font></a><fontcolor="#808080" size="2" face="Arial"> feita pelo site </font><ahref="http://www.ibge.gov.br/ibgeteen" target="_blank"><fontcolor="#000000" size="2" face="Arial">IBGEteen</font></a><fontcolor="#808080" size="2" face="Arial"> (<em>desligar antiPop-up</em>)do Ministério do Planejamento do Brasil e que para melhorentendimento da expressão pelos leitores lusitanos poderemosconsiderar como os nossos <strong>e depois? E agora? Oque resultou daí?O que acontece nos dias dehoje?</strong><br>Algumas das respostas estarão na citada ligação<br>...<strong> [a liberdade] não garantiu a sua [do escravo]incorporação como cidadão pleno à sociedade brasileira</strong>....<strong>o ex-escravo, abandonado à sua própria sorte, engrossouas camadas de marginalizados... não possuíam qualificaçãoprofissional, o preconceito continuava e não houve um projeto dereintegração do negro à sociedade</strong>... <strong>expulsosdas fazendas e após vagarem pelas estradas foram acabando naperiferia das cidades, criando nossas primeiras favelas</strong>...<br>O texto continua e diz que a escravidão deixou marcas<br>...<strong> a concentração de índios, negros e mestiços nascamadas mais pobres da população</strong>... <strong>situaçãode marginalização em que vive a maioria dos indivíduos dessasetnias</strong>... <strong>a sobrevivência do racismo e deoutras formas de discriminação racial e social... asdificuldades de integração e de inclusão dessas etnias</strong>...<br>E em conclusão, o texto remata<br><strong>A escravidão, portanto, fornece uma chave fundamentalpara a compreensão dos problemas sociais, econômicos,demográficos e culturais ainda existentes na atualidade.</strong></font></p><p align="justify"><font color="#808080" size="2" face="Arial"><strong>Faça-se </strong><em><strong>pequena</strong></em><strong>meditação.</strong></font></p>

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:45

Santa Comba Dão, 6 anos de cidade

por neves, aj, em 13.05.05

Hoje a minha Santa Comba Dão faz aniversário. Com a saudade a causar calafrios canto "parabéns a você" à cidade que me viu nascer e envio um abraço forte e sentido a todos os meus conterrâneos, nãosó aos naturais como aos residentes por opção, sem esquecer, como é óbvio, aqueles santacombadenses que como eu estão fora do colo materno.

Image hosted by Photobucket.com

O Dão, que lhe deu nome, serpenteia pela cidade  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:49




  


calendário

Maio 2005

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031



Comentários recentes


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK