Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O que vem de França (texto)

por neves, aj, em 23.11.05

Contava eu que ... no tempo daminha infância e juventude, nesse tempo do meu país pintado decinzento, diziam-me que tudo o que era bom vinha de França... enem sequer os bebés escapavam.

Image hosted by Photobucket.com

Assim, se ànatural curiosidade de qualquer miúdo ao ver crescer o ventre damãe ou da vizinha se seguisse a inocente pergunta "de ondevêm os bebés" a resposta inevitavelmente seria de quevinham de França... e até se armavam lindos cestinhos de vergae pintavam-se cartões com cegonhas (não sabemos se também gaulesas)transportando no bico uma fralda com o novo rebento.

A França, ou as modas que de lá viessem, também era marcante para a menina que se desejasse prendada... seria assim conveniente que soubesseresponder com melódico oui ou non e agradecercom um doce e romântico merci (para além de, táclaro, saber onde se situavam as teclas [do piano] que berravam dó,ré, mi, dó)

A França era aFrança... mais cultural, mais avançada tecnologicamente epassou a ser ainda mais enaltecida e venerada por nós[portugueses] quando se tornou na segunda mãe, na segundapátria de milhares de portugueses.

Sempre tive umasimpatia e admiração enormes pela França e considerava-a comomodelo cultural, de igualdade, de justiça social... a TorreEiffel, o som harmonioso da língua (apesar de não a dominar),os acordes da Marselhesa, a Revolução, a Resistência, amúsica (ó ó JoeDassin), o cinema (ó ó <ahref="http://www.louisdefunes.com/">

[Error: Irreparable invalid markup ('<fontcolor="#0000ff">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana">Contava eu que ... no tempo daminha infância e juventude, nesse tempo do meu país pintado decinzento, diziam-me que tudo o que era bom vinha de França... enem sequer os bebés escapavam. </font></p><marquee><img src="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/cegonha_bebe.gif" alt="Image hosted by Photobucket.com"></marquee><p align="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana">Assim, se ànatural curiosidade de qualquer miúdo ao ver crescer o ventre damãe ou da vizinha se seguisse a inocente pergunta &quot;de ondevêm os bebés&quot; a resposta inevitavelmente seria de quevinham de França... e até se armavam lindos cestinhos de vergae pintavam-se cartões com cegonhas (não sabemos se também gaulesas)transportando no bico uma fralda com o novo rebento. </font></p><p align="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana">A França, ou as modas que de lá viessem, também era marcante para a menina que se desejasse prendada... seria assim conveniente que soubesseresponder com melódico <em>oui</em> ou <em>non</em> e agradecercom um doce e romântico <em>merci</em> (para além de, <em>táclaro</em>, saber onde se situavam as teclas [do piano] que berravam <em>dó,ré, mi, dó</em>)</font></p><p align="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana">A França era aFrança... mais cultural, mais avançada tecnologicamente epassou a ser ainda mais enaltecida e venerada por nós[portugueses] quando se tornou na segunda mãe, na segundapátria de milhares de portugueses.</font></p><p align="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana">Sempre tive umasimpatia e admiração enormes pela França e considerava-a comomodelo cultural, de igualdade, de justiça social... a TorreEiffel, o som harmonioso da língua (apesar de não a dominar),os acordes da Marselhesa, a Revolução, a Resistência, amúsica (ó ó </font><a href="http://www.dassin.com/"target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong>JoeDassin</strong></font></a><font color="#000080" size="2"face="Verdana">), o cinema (ó ó </font><ahref="http://www.louisdefunes.com/" target="_blank"><fontcolor="#0000FF" size="2" face="Verdana"><b>Louis de Funès</b></font></a><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">, BB, Alain Delon),Astérix o gaulês, o Tour, os saberes de Lavoisier, de Pasteur,dos Curie, de Victor Hugo, de Dumas, os três ou quatro Mosqueteiros, asliberdades, o Maio 68, as lutas pelas próprias causas ou deoutros povos...</font></p><p align="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana">e num repente, oque chega até mim neste Novembro 2005?</font></p><p align="center"><font color="#000080" size="2" face="Verdana"><img src="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/fotosfranca.jpg" alt="Image hosted by Photobucket.com"></font></p><p align="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana">Que afinal aFrança também não está imune aos grandes problemas, queafinal o modelo social francês possui graves lacunas, que afinala França à semelhança de outros países por vezes tão visados(e atacados) também tem dificuldades na inserção social dosseus jovens cidadãos descendentes de imigrantes...o castelo queeu tinha construído acerca da sociedade francesa ia perdendo aestrutura a cada dia que passava, a cada telejornal que assistia,a cada notícia que lia, constatando que afinal (também lá)existem cidadãos de primeira e segunda categoria...</font></p><p align="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana">Desta tragédia,que receio alastrar à Europa, salve-se a actuação calma dapolícia e condene-se certa imprensa com o abuso da indicaçãode que os jovens tumultuosos (jamais terroristas) são filhos deimigrantes árabes, muçulmanos, da Turquia, de Marrocos, daArgélia, do Magrebe... c'um raio, os jovens são francesesgerados por homens e mulheres que ajudaram a construir aFrança... que me interessa o resto? Cremos que com uma boapolítica de integração, estes mesmos jovens (sem perder aidentidade das suas raízes) cantariam a Marselhesa, com certeza.</font></p><p align="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana">Que os governosdas nações vizinhas tirem ilações e que reestruturem as suaspoliticas sociais... é o meu desejo neste final de crónica.</font></p><palign="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana">O que eu li</font></p><div align="center"><center><table border="5" cellpadding="5" cellspacing="5"bordercolor="#FFFFFF"> <tr> <td align="left"><a href="http://noticias.uol.com.br/ultnot/especial/2005/11/11/ult2643u139.jhtm" target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong>Dossier Uol</strong></font></a></td> </tr> <tr> <td align="left"><a href="http://noticias.uol.com.br/bbc/2005/11/08/ult2363u4780.jhtm" target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong>Morte do modelo social francês</strong></font></a><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong> </strong></font><font color="#000080" size="2" face="Verdana"><strong>BBC Brasil</strong></font></td> </tr> <tr> <td align="left"><a href="http://noticias.uol.com.br/midiaglobal/derspiegel/2005/11/08/ult2682u56.jhtm" target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong>O que há de errado com a Europa</strong></font></a><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong> </strong></font><font color="#000080" size="2" face="Verdana"><strong><b>Der Spiegel</b></strong></font></td> </tr> <tr> <td align="left"><a href="http://noticias.uol.com.br/ultnot/2005/11/13/ult23u174.jhtm" target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong>As origens da revolta social na França</strong></font></a></td> </tr> <tr> <td align="left"><a href="http://noticias.uol.com.br/ultnot/2005/11/07/ult23u170.jhtm" target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong>Debate aberto - França: jovens e automóveis do tempo presente</strong></font></a></td> </tr> <tr> <td align="left"><a href="http://noticias.uol.com.br/midiaglobal/herald/2005/11/11/ult2680u216.jhtm" target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong>Jovens de minorias têm menos perspectivas</strong></font></a></td> </tr> <tr> <td align="left"><a href="http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2005/11/12/ult1807u23570.jhtm" target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong>Falta de inserção, família e educação motivariam revolta francesa </strong></font></a></td> </tr> <tr> <td align="left"><a href="http://www1.folha.uol.com.br/folha/pensata/ult2655u48.shtml" target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong>Pensata</strong></font></a></td> </tr> <tr> <td align="left"><a href="http://noticias.uol.com.br/ultnot/assuntododia/choquefranca1_album.jhtm?fotoabre=16" target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong>Fotos</strong></font></a></td> </tr></table></center></div>

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:57

O que vem de França...

por neves, aj, em 23.11.05

No tempo daminha infância e juventude, nesse tempo do meu país pintado decinzento, diziam-me que tudo o que era bom vinha de França... enem sequer os bebés escapavam.

Image hosted by Photobucket.com

Image hosted by Photobucket.com

Não era estaimponente fotografia que estava prevista para ilustrar a entrada,mas levámos em conta que os ventos vindos de Françaamainaram... no entanto não esqueçamos e façamos reflexãodemorada e isenta de pré-conceitos sobre o fogo e o caos nasruas francesas neste Novembro 2005 [artigo

[Error: Irreparable invalid markup ('<fontcolor="#420c74">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana">No tempo daminha infância e juventude, nesse tempo do meu país pintado decinzento, diziam-me que tudo o que era bom vinha de França... enem sequer os bebés escapavam. </font></p><marquee><img src="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/cegonha_bebe.gif" alt="Image hosted by Photobucket.com"></marquee><p align="center"><img src="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/paris.jpg" alt="Image hosted by Photobucket.com"></p><p align="justify"><font color="#420C74" size="2" face="Verdana">Não era estaimponente fotografia que estava prevista para ilustrar a entrada,mas levámos em conta que os ventos vindos de Françaamainaram... no entanto não esqueçamos e façamos reflexãodemorada e isenta de pré-conceitos sobre o fogo e o caos nasruas francesas neste Novembro 2005 [</font><a href="http://vozdoseven.weblog.com.pt/arquivos/215390.html#more" target="_blank"><font color="#800080"size="2" face="Verdana"><strong>artigo</strong></font></a><fontcolor="#420C74" size="2" face="Verdana">]</font></p>

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:53




  


calendário

Novembro 2005

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930



Comentários recentes

  • Anónimo

    Quando Joe Dassin faleceu, era eu emigrante em Fra...

  • Anónimo

    Obrigado por ter partilhado o seu sofrimento. Tamb...

  • Anónimo

    Linda homenagem


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK