Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Voz das Neves

por neves, aj, em 27.11.05

Amanteda sua fofa e ímpar beleza, Voz do Seven, em indisfarçável pausamental, procura descontrair e quiçá inspirar-se nas Nevesdistantes tão calorosas quão o raioso sol tropical que oilumina.

Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:35

Neve Portugal

por neves, aj, em 27.11.05

Portugal

(EmPortugal também cai neve, não tanta como se imagina,principalmente nas "terras altas" em que o ex-librisé a belíssima Serra da Estrela... as fotos são actuais epublicadas no <ahref="http://www.portugaldiario.iol.pt/">

[Error: Irreparable invalid markup ('<fontcolor="#808080">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="center"><font size="6" face="Verdana">Portugal</font></p><p align="center"><font size="2" face="Verdana"><strong>(EmPortugal também cai neve, não tanta como se imagina,principalmente nas &quot;terras altas&quot; em que o </strong><em><strong>ex-libris</strong></em><strong>é a belíssima Serra da Estrela... as fotos são actuais epublicadas no </strong></font><ahref="http://www.portugaldiario.iol.pt/" target="_blank"><fontcolor="#808080" size="2" face="Verdana"><strong>Portugal Diário</strong></font></a><fontsize="2" face="Verdana"><strong>)</strong></font></p><p> </p><div align="center"><center><table border="5" cellpadding="5" cellspacing="5" width="397"> <tr> <td><img src="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/diversos2/neveportugal2.jpg" alt="Image hosted by Photobucket.com" width="397" height="326"></td> </tr> <tr> <td><p align="justify"><font size="2" face="Verdana"><strong>Algures na </strong><em><strong>serra</strong></em><strong> a menina bem agasalhada observa atentamente seu pai barbudo (assim nos parece) moldando uma &quot;Boneca das Neves&quot;... talvez com aquele mesmo amor e carinho com que gerou o seu rebento.</strong></font></p></td> </tr></table></center></div><p> </p><div align="center"><center><table border="5" cellpadding="5" cellspacing="5"> <tr> <td align="center"><img src="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/diversos2/neveportugal1.jpg" alt="Image hosted by Photobucket.com" width="397" height="326"></td> </tr> <tr> <td align="center"><font size="2" face="Verdana"><strong>A caminho da </strong><em><strong>serra</strong></em></font></td> </tr></table></center></div>

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:21

Portugal precisa de mudança

por neves, aj, em 27.11.05

[Error: Irreparable invalid markup ('<fontcolor="#008080">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="center" class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#008080" size="2" face="Verdana"><strong>(opinião deGoulart Medeiros</strong></font><font color="#008080"><b>)</b></font></p><div align="center"><center><table border="5" cellpadding="5" cellspacing="5" width="495"bordercolor="#FFFFFF"> <tr> <td align="center" bordercolor="#000080"><img src="http://img.photobucket.com/albums/v642/Seven2005/fotogoulart.jpg" alt="Image hosted by Photobucket.com" width="137" height="164"><br> <font color="#008080" size="2"><b><i>GOULART MEDEIROS</i></b></font></td> <td><font color="#000080" size="4"><b>Portugal precisa de mudança rápida</b></font><p align="justify"><font color="#000080" size="2" face="Verdana"><strong>A nossa sociedade continua a ser organizada economicamente sobre a propriedade privada (...) sobre a exploração das mulheres, dos homens e das crianças. </strong></font></p> </td> </tr></table></center></div><p><a href="http://vozdoseven.weblog.com.pt/arquivos/215265.html"target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><strong>quemé Goulart Medeiros</strong></font></a><br><a href="mailto:goulartmedeiros@hotmail.com"><fontcolor="#008080" size="2" face="Verdana"><b>goulartmedeiros@hotmail.com</b></font></a><br><a href="http://www.blog.comunidades.net/goulart/"target="_blank"><font color="#0000FF" size="2" face="Verdana"><b>GoulartMedeiros &#150; Democracia Directa</b></font></a></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">Por toda a parte, todosos dias, que seja sobre o nosso lugar de vida, o nosso lugar detrabalho, discutindo com os nossos vizinhos, as razões derevolta não faltam. </font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">No hemisfério &quot;<b><i>Sul</i></b>&quot;,os três quartos da humanidade sofrem de fome e guerra maiscompleta na indiferença e o desrespeito total das elites. </font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">Cada dia, 30.000crianças morrem de fome na indiferença mais completa.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">Na nossa região maisocidental da Europa, assalariados, precários, desempregados,estudantes, alunos de institutos, reformados..., somos muitosentregues à mesma lógica comercial que impõe precariedade,somos flexibilização..., e priva-nos totalmente das nossasvidas, da nossa liberdade de acção.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">Dividimo-nos inventandocompartimentações e identidades imaginárias: jovens, velhos,estrangeiros, trabalhadores, desempregados... de acordo com a boavelha táctica de dividir para melhor reinar. O individualismofaz apenas reforçar os egoísmos individuais ou colectivos, emdetrimento da solidariedade universal.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">Os políticos continuamembalar-nos de ilusões com os seus aliados sindicalistas. Sãoimpotentes para parar a destruição do planeta, mas de resto,querem-no? A única coisa que importa para eles, é o &quot;<b><i>lugar</i></b>&quot;é a competição eleitoral. Governos, deputados, proprietários,sindicalistas, Igrejas, Clero, instituiçõesrepresentativas&#133; todos no mesmo saco.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">A cada eleição, depolíticos surgem-nos o mito que o Estado poderia assegurar osnossos direitos, se for dirigido por homens políticos virtuosos.Para além que esta espécie de pássaro raro nunca foi observadasobre terra, é de esquecer a natureza mesmo do Estado que ésobretudo um instrumento ao serviço da classe dirigente e docapitalismo. Os Estados, fiadores desta ordem económica eautoritária, não têm cessação de controlar, restringir,fechar, esmagar. O braço deste polvo gigante docilmenteintegrado (<b>partidos, sindicatos, associações, organizações</b>...),são a voz do seu mestre, e em nada vectores eficazes detransformações sociais.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">A nossa sociedadecontinua a ser organizada economicamente sobre a propriedadeprivada (recursos naturais, mercadorias, meios de produção,tecnologias), sobre a troca pelo dinheiro, sobre a concorrênciae a competição, sobre o lucro como objectivo, sobre aexploração das mulheres, dos homens e das crianças. Aeducação e a instrução escolar nega também a liberdade.Pratica sem vergonha a selecção e a exclusão social (porexemplo: <b><i>a história que se ensina é a do poder</i></b>).A cultura de &quot;<b><i>massas</i></b>&quot; e de consumoergue-se como supletiva à felicidade. A <b>PUB</b> golpeia-nosde slogans: &quot;<b><i>consome, para seres feliz</i></b>&quot;.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">Por toda a parte no nossoplaneta, pessoas lutam contra a opressão, e a emancipação dahumanidade permanece conquistar. Não devemos duvidar das nossascapacidades colectivas de transformar este mundo, mas nãodevemos reproduzir os erros do passado. Não será recreando asmesmas instituições (<b>Estado, governo, partidos políticos,Igrejas, sindicatos...</b>) que liberar-nos-emos, masdesenvolvendo a autonomia dos explorados e oprimidos.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">O desenvolvimento deestruturas <b>Auto Organizadas</b>, de acordo com os princípiosanárquicos, participam neste movimento revolucionário quepermanece construir.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">Estabelecer um catálogodos prejuízos induzidos pelo capitalismo.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">A nossa análise continuaa ser global porque pensamos que todas as opressões, que sejameconómicas, políticas ou ideológicas, cruzam-se ereforçam-se.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">Queremos contribuir paravoltar a dar um sentido colectivo às lutas, para sair doindividualismo para desenvolver as resistências colectivas.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">Tudo se passanomeadamente pela transmissão da memória dos movimentossociais, para reconstruir a <b><i>UTOPIA</i></b> de um projectoglobal, o <b><i>Anarquismo</i></b>.</font></p><p class="MsoNormal" style="text-align:justify"><fontcolor="#000080" size="2" face="Verdana">Como a união faz aforça, organizarmo-nos permite trocar análises e experiências,e também reforçar mutuamente com os que compartilham o nossoponto de vista revolucionário.</font></p><p><font color="#000080" size="2" face="Verdana">No nosso dia adia, tomamos parte das lutas contra a dominação sobre qualquerdas suas formas, que exerce-se sobre o nosso lugar de trabalho,na nossa cidade ou na nossa vida, utilizando os instrumentos da <b><i>AcçãoDirecta</i></b> e da solidariedade.</font></p>

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:19




  


calendário

Novembro 2005

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930



Comentários recentes


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK