Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mundialite no Voz?

por neves, aj, em 29.05.06

Não... de jeito nenhum. Tamanha doença jamaisnos atingirá. Adoramos o Futebol, mas orgulhamo-nos de possuiranti-corpos qualificados que nos impedem de ficar apanhados. O que nãopodemos é ficar indiferentes à onda já formada e achamos que também é nossodever embarcar nela. Sem temores, porque como navegadores já com uma certaexperiência sabemos perfeitamente que a rota que devemos tomar deve evitar oufanismo, contudo sem esquecer o patriotismo, e devemos igualmente fugir daobsessão de preencher o diário de bordo apenas com relatos de bola...porque de um simples acontecimento desportivo a pena pode perfeitamenteexplorar outros caminhos se a tal ajudarem o engenho e a arte, como o fizeram,falando-nos sobre a os cidadãos, a cidade e o país, os então jornalistas do desportivo A BOLAdestacados para fazer a cobertura aos Jogos Olímpicos de Moscovo em 1980. Eramcrónicas fabulosas que nos prendiam a atenção e provando que afinal ojornalista desportivo (também) tinha qualidade e que era tempo de a Imprensa emgeral o aceitar.

Já não nos lembramos exactamentequais os jornalistas em questão, mas fariam parte do leque de nomes como CarlosMiranda, Aurélio Márcio, Homero Serpa, Carlos Pinhão e Vítor Santos, que falandode bola tinham o condão de nos ensinar, de nos transmitir cultura. Em suahomenagem começamos então a crónica, lembrando-vos que não é novidade paraninguém que a febre daCopa chega a todo o mundo... à Índia também. 

Photobucket - Video and Image Hosting

A foto, que retrata uma pintura mural, foi tirada do portal uol.com.br. Em legenda está escrito
Em muro de Kolkata, artista indiano pinta imagens dejogadores que estarão presentes na Copa do Mundo. A cidade é considerada acapital indiana do futebol.
Confessamos que o orgulhozinho luso quetransportamos veio ao de cima ao tomarmos conta que uma das figuras retratadasestá vestida com a Camisola das Quinas e ao que tudo indica trata-se do número7, Luís Figo, mas isso é o que menos importa para o caso. Compreendemosperfeitamente que o aficionado pintor tenha retratado o número 10 da selecçãocanarinha, porque o Brasil é o Brasil e Ronaldinho Gaúcho é mais que badaladopor esse mundo afora e também aceitamos como lógica a escolha de um atleta daArgentina, seja o n° 10 ou outro qualquer, porque a pátria de Maradona étambém uma potência futebolística e que devido à rivalidadeexistente anda sempre colada ao Brasil, mas sinceramente que a presença do Figonos fez pensar um pouco. 

Porque é que ohomem colocou Portugal e não retratou, por exemplo o Zidane, o Beckham ou oRaul? Sabemos que Luís Figo é também um atleta conhecido no mundo, mas somosrealistas e sabemos bem como trabalha a máquina da publicidade, a máquina fazedora deídolos e o sete não é tão propagandeado quanto os outros. Adiante. Nãoqueremos tirar  o mérito ao nosso capitão, mas, inevitavelmente, a marcante presença portuguesa na Índiainundou a nossa memória e começámos a meter na cabeça que talvez houvesse uns outros motivosmais para Portugal estar ali representado naquela pintura. Talvez nos digam que somos mesquinhos emdemasia e que temos a mania de que para tudo tem que haver uma razão, mas,teimosamente, fomosprocurar onde fica situada a cidade de Kolkata. 

Heureca. Para nosso espanto Kolkata éafinal Calcutá a antiga Calecute onde Vasco da Gama aportou em 1498 depoisde ter feito aquela longa e pioneira viagem a partir de Lisboa e que o mundoconhece como Caminho Marítimo para a Índia.

Ora aíestá... primeiro elo. E como sabíamos que Calecute e Afonso de Albuquerquetambém andavam ligados fizemos mais uma pesquisazinha e, evitando entrar emexposição histórica, preferimos só transcrever este parágrafo sobre Calecute

Cidade da Índia. Situada na costa ocidental, possui uma população de 420 000habitantes (2000). Foi um importante centro de intercâmbio comercial. Vasco daGama chegou a Calecute em 1498 e Pedro Álvares Cabral em 1500, tendo aítentado edificar uma feitoria. Em 1510, o marechal Fernão Coutinho tentouconquistar a cidade, mas em vão. Seria Afonso de Albuquerque a erguer umafortaleza-feitoria em 1512. A fortaleza seria abandonada em 1525, uma vez que osinteresses comerciais se deslocaram para outras paragens, como Diu. O domínioportuguês foi substituído pelo dos Holandeses.

Eis o segundo elo...Calecute, Calcutá ou Kolkata sofreu influência portuguesa. Coincidências? Talvez... ouentão tudo interligado... o valor reconhecido do Luís Figo e da NossaSelecção e as fortes marcas lusas deixadas pelos nossos antepassados em reino tãodistante... porque, não esqueçamos que elas existem mesmo e são enormes.Damão, Diu e Goaque para além de cidade é também Estado da Índia. Se não bastasse uma cidade à beira-mar plantada com o nome de Vasco daGama,lembremo-nos que neste Estado indiano temos  gente com nome bem português e que fala anossa língua (e a transmite a seus descendentes) e placas toponímicas e outrasque mantêm nomes da lusitanidade. 

Photobucket - Video and Image Hosting Photobucket - Video and Image Hosting Photobucket - Video and Image Hosting

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:29




  


calendário

Maio 2006

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031



Comentários recentes


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK