Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ESPANHA 1 - FRANÇA 3

por neves, aj, em 28.06.06

Também mereceaqui destaque porque se uns são nuestros hermanos os outros serãonossos primos e o envolvimento entre nós portugueses e os povos destas duasnações é tão grande que as novas gerações têm aqui um pé, uma mão ali eo coração acolá, com usos e costumes tão misturados que se confundem, tendoaté inclusive surgido novos dialectos como o portunhol e o portugaulêse, quem sabe, o franconhol.

Já toda agente sabe que os espanhóis parece que estavam armados em invencíveis e que aarmada napoleónica conseguiu dar-lhes a volta respondendo com três balázioscerteiros quando Paris já ardia com uma primeira (e única) bomba castelhana.Também é do conhecimento público que o próximo embate dos franceses seráfrente à tropicalíssima frota verde e amarela (despachou os africanos do Ganaem crónica que ainda vai ser feita) que, ao ritmo do mais que desejado samba eque nunca mais surge, espera ajustar umas continhas iniciadas em 1998.

Vamos àcontenda...
Desde o inícioque a Espanha vibrava, cantando e rindo, e até aproveitava para homenagearo  mais famoso dos galos que após espalhar durante anos toda a suaclasse por terras reais espanholas tinha anunciado a sua reforma(aposentadoria)...

Photobucket - Video and Image Hosting Photobucket - Video and Image Hosting

Quando bala certeira acertou na mouche, la belle France sentiu-se perdida e humilhada clamava pelos seus socorrendo-se de todos os artifícios....

Photobucket - Video and Image Hosting

mas eles pareceque andavam perdidos completamente embevecidos pelas (belas) paisagens vizinhasdos Pirenéus.

Photobucket - Video and Image Hosting

Por sorte,talvez, a fúria refreou. De imediato, os galoslevantaram a crista, empertigaram e emplumaram-se e foram-se a eles, aos espanhóis tá claro.Num repente deram três bicadas e num repente também, bateram asa... foram-separa os quartos, deixando os espanhóis envoltos na maior das tristezas,e quiçá lamentando também o adios a Zizou, mais uma vez à porta dos quartos.

Photobucket - Video and Image Hosting

Post-scriptum -Uma bicadazinha em nuestros hermanos sabe sempre bem, tanto que lemoscomentário (de um espanhol claro) em que se dizia  "... hoje(Terça-feira, 27) vamos vingar-nos dos franceses, no Sábado do Brasil e naQuarta dos portugueses..." tá bem, tá bem ó melga... daqui a 4 anosa gente conversa.

Já em final decrónica registe-se que o técnico da França, Raymond Domenech, denuncioumanifestações preconceituosas da parte da torcida espanhola para com osjogadores gauleses e isto logo em torneio em que a FIFA colocou como bandeira aluta contra o racismo. Militante a favor da erradicação do preconceito raciale social no futebol, Raymond é ferozmente criticadopelo fascista Le Pen que tem o desplante de afirmar que uma selecção que temna sua maioria negros não espelha a França e como tal não empolga os adeptosfranceses... pobre França que apesar de teres revolucionado o mundo tens queaturar o energúmeno deste teu filho.
Quanto a nuestros hermanos...
regressaram acasa e pelos vistos a torcida espanhola nem ficou chateada por aí aléme no País Basco e Catalunha os jornaisaté rejubilam como (in)êxito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:45

Brrrr... que frio

por neves, aj, em 28.06.06

O Inverno desceu aos trópicos 

Photobucket - Video and Image Hosting Photobucket - Video and Image Hosting

Na foto da esquerda, o bebé deve perguntar-se se realmente a cegonha ocontemplou com o Brasil, mais propriamente comRibeirãoPreto, cidade dointerior do Estado de S. Paulo e que dista sensivelmente 330 quilómetros daquida capital.
Capital que também foi contemplada com uma vaga de frio "intensa",sendo que esta intensidade é sempre relativa e na concepção de um portuguêsainda com o termóstato regulado para as invernias beirãs é apenas um amanhecerou fim-de-tarde primaveril ou, na pior das hipóteses, apenas um dia de Outono.A foto da direita faz esse registo em que vemos uma paulistana agasalhada emtons coloridos defronte à imponente fachada da Sé Catedral de S. Paulo eem cuja (maravilhosa) Praça houve, nesta Quarta-feira, uma manifestação exigindopolíticas de habitação popular. 

Photobucket - Video and Image Hosting

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:24

PORTUGAL 1 - HOLANDA 0

por neves, aj, em 28.06.06

(de crónicasatrasadas também reza o Voz do Seven)

A almalusitana está nos quartos-de-final

Comandada aoestilo Felipão, a esquadra lusitana driblou os moinhos de vento e entre umastamancadas aqui e acolá derrubou os poderosos diques colhendo a tulipa que lhedá acesso aos quartos-de-final do Mundial 2006.

Photobucket - Video and Image Hosting

Os noticiáriosdefinem o desafio como a Batalha deNuremberga. Queseja, mas não foi perdida. Bom... convenhamos que teveperíodos em que os atletas mais pareciam gladiadores, comentando-se que talveztudo tenha começado por golpe violento e desleal sobre o nosso Cristiano Ronaldo... ai,senhoras e senhores, meninos e meninas, como sabemos nós, por experiência, o quanto uma equipa protege o seu menino.No entanto houve lances feios e admitimos que não gostámos de algumas cenas em que jogadores tão experientescomo o bravo capitão Luís Figo perderam completamente as estribeiras (mas um homem não é de pau, não é verdade Luisinho?...nem J. Cristo, como disse o timoneiro). No entanto, comonos qualificámos enterram-se em poço sem fundo certas precipitações, mas sea esta hora estivéssemos a fazer as malas perguntamo-nos o que a Imprensa diria dainfantilidade de Costinha e também de Deco, e já que falamos no nossoluso-brasileiro que não se venha agora abordar a hipotética despenalizaçãodo segundo amarelo já que o primeiro poderia ter saído tingido de vermelho.

Photobucket - Video and Image Hosting

Como águaspassadas (nem ventos) não movem moinhos (não é trocadilho)enterremos o que se passou, e o que foi dito, também no poço do esquecimento e vibremos com estaestrondosa vitória bem sofrida (à boa maneira portuguesa) em desafio que,mesmo agora com as águas mais calmas, temos de considerar que nem foi batalhaantes sim um jogão, emotivo,sofredor, impróprio para cardíacos e que (Ave Maniche) teve um final felizpara as nossas cores.

Mas lá dentroé lá dentro, porque fora do estádio reinou o convívio luso-holandês... oravejam lá...não dá para entender se se conversou, mas comeu-se e bebeu-se, orapois...

Photobucket - Video and Image Hosting

isto apesar deque alguns monstros (de cara bem feia diga-se) e outras feras tentavamamedrontar os nossos patrícios que até estavam em menor número

Photobucket - Video and Image Hosting

nem as beldadesescondiam uma risadinha de gozo e parece que até os mais pequeninos vinhampreparados para nos cascar...

Photobucket - Video and Image Hosting

afinal foi tudofogo de vista, como se viu, e no final lá foram os laranjas cabisbaixos, emborasem o rabo entre as pernas talvez por o terem perdido, de regresso para casa.

Photobucket - Video and Image Hosting

Foientão a vez, da Alemanha ao Marquês, de as nossas beldades rirem a bom rir,bem melhor por ser por último, exultando com a brilhante vitória dos nossosvalentes tugas.

Photobucket - Video and Image Hosting

Ave Portugal

Photobucket - Video and Image Hosting

Post-scriptum -Pode dar a ideia de crónica piadesca sem fair-play, mas sentimo-nos obrigados a usarlinguagem adequada p'ra holandês perceber, ora pois.

Photobucket - Video and Image Hosting

Fotos uol
Fotos FIFA
Fotos maismundial

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:50




  


calendário

Junho 2006

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930



Comentários recentes

  • Anónimo

    Quando Joe Dassin faleceu, era eu emigrante em Fra...

  • Anónimo

    Obrigado por ter partilhado o seu sofrimento. Tamb...

  • Anónimo

    Linda homenagem


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK