Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Se recordar é viver, vamos recordar!

por neves, aj, em 10.01.09

... e o mais novo, em nome do clã Neves, agradece publicamente.

Photobucket

É a segunda vez que publico a foto.
Ela foi-me enviada há uns anos por um dos meus irmãos e retrata a Alfaiataria Neves em tempos idos quando propriedade de meu pai, o fundador, alfaiate Zé Neves, o careca aí à frente de um autêntico pelotão de costureiros da arte de bem vestir que tem na cauda meus três irmãos, ainda imberbes, sendo que o mais velho (ao centro do trio) estava pela dúzia de anos de idade. A primeira vez que publiquei a dita a quem hoje dedico mais umas linhas foi quando ainda estava A Caminho dos 50 (já lá vão três anos), precisamente na ETAPA II - Antes de mim, quando resolvi revelar ao mundo que a Alfaiataria Neves sita no Largo do Balcão da ditosa Santa Comba Dão é da minha idade (precisamente mais velha três meses) visto que foi no ano em que nasci (1955) que meu pai e seus ciclistas operários das máquinas de costura se mudaram para o local onde ainda se encontra, só que agora comandada pelo meu irmão mais velho.
Claro que os olheiros de plantão vão já imaginar que ao fazer esta publicação fui acometido de achaque saudoso tanto que o título é propício a tal interpretação (apesar de que não é meu, é plágio), mas nada de mais erróneo.CLICAR Com sinceridade acreditai que a presente entrada não está a ser construída especificamente em veneração à Alfaiataria num geral ou particularmente a meu pai e seus distintos coadjuvantes que o ajudavam a assinar a obra (tomai reparo na assinatura em estilo) e nem a querer lembrar-vos que eu, a minha idade, é bitola de datação de um dos mais velhos estabelecimentos comerciais ainda em actividade na zona, ela está a ser redigida única e simplesmente em total agradecimento ao amigo e senhor Carlos Ribeiro, fotógrafo estabelecido nas proximidades (afinal detentor do cliché, o negativo), por no último número do semanário Defesa da Beira ter feito homenagem a meu pai e à (então) recém-inaugurada Alfaiataria Neves [... que acabava de mudar da Casa dos Arcos...] no Largo do Balcão, o ainda mais elevado ex-libris da cidade, e também agradecer pelo cuidado da datação [... no ano de 1955...] que atesta toda a veracidade do que tenho em memória, afinal o que redigi.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00




  


calendário

Janeiro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



Comentários recentes

  • Anónimo

    Quando Joe Dassin faleceu, era eu emigrante em Fra...

  • Anónimo

    Obrigado por ter partilhado o seu sofrimento. Tamb...

  • Anónimo

    Linda homenagem


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK