Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Bebedouro do Jardim

por neves, aj, em 31.07.11

[verdadeira obra d' arte de cantaria granítica em que a pia cimeira foi esculpida a partir de uma única peça tal como, creio, a coluna que a sustenta]

... a foto foi caçada graças ao alarme [de Santa Comba Dão] instalado no Gmail que me serve e de início não sabia a quem dar a autoria da fotografia e nem qual o contexto com que teria entrado na rede já que a ligação para o hipotético blogue ou portal onde a foto estaria inserida, não funcionava. Ligação quebrada, como é usual dizer-se por aqui.
Mas pronto, iria mesmo assim ser publicada porque este bebedouro merece, afinal é mais uma das preciosidades da ditosa Mãe-terra que merece ser divulgada. Também fazer enaltecimento às mãos que o esculpiram, complemente-se. Curiosamente, a minha memória visual guardou os artífices [pedreiros] às voltas com tão admirável obra [eu andaria pelos 9-10 anos de idade] que teve apenas o azar de o escoamento da água sobejante nunca funcionar convenientemente e de, por consequência, o chão à sua volta apresentar-se [quase] permanentemente inundado... talvez por tal é que os passantes o evitavam e até o olhavam com desdém ou repulsa, chamando-lhe feio já que a água ia escurecendo o granito, do chão e dele próprio. Sei do que falo porque muita vez estive sentado nesse banco mais próximo a ele e estudei [e memorizei] a reacção e os desabafos das pessoas. Curiosamente, um belo dia coloquei esses desabafos num escrito no Defesa da Beira, mas claro que o poder autárquico nada fez, nem sequer mandar periodicamente um funcionário para limpar as folhas mortas que obstruíam o escoar da água da pia [como sugeri]. Acredito que não actuou não exactamente porque não tivesse lido o que escrevi, antes talvez porque lhe desse gozo em considerar a minha voz como zurro sem força para lá chegar ao alto. O Poder é assim, amiúde ensurdece as mentes que se vão tornando progressivamente auto-convencidas, contudo, lá virá o dia em que o Povo [que não é burro] fica saturado e pela calada do voto, derruba-as.

Photobucket
um clique para mais fotos e em ampliação

Desabafos à parte, acredito ainda que muito boa gente não saiba que este belíssimo bebedouro está instalado no Jardim de Santa Comba Dão [chamo-lhe apenas Jardim porque sempre o conheci apenas por esse nome e não sei outro nome que lhe dar, mas refiro-me ao espaço ajardinado fronteiro ao Palácio da Justiça] do lado esquerdo de quem sobe a escadaria da Igreja Matriz e por outro lado lamento que ele pareça ser o patinho feio daquele espaço [nada tem a ver com as inundações que apontei] já que não consegui encontrar mais nenhuma foto onde o dito cujo esteja presente: ou por falta de pontaria da minha parte ou então por o bebedouro ser na verdade pouco motivador da curiosidade das objectivas dos nossos fotógrafos.
Por acaso [ou talvez não] quando andava à cata da tal foto que mostrasse o enquadramento do bebedouro no Jardim, esbarrei novamente com a foto que publico e que foi a grande culpada desta entrada, mas agora no seu devido local: no Roc2c, um blogue que nos mostra "pavimentos portugueses". A [devida] creditação está dada e os agradecimentos seguem agora. Entrada finalizada!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:43





  


calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31



Comentários recentes


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK