Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Tia São Canoa

por neves, aj, em 28.07.05

Image hosted by Photobucket.comO carteiro entregou, Voz do Seven abriu e nem queria acreditar no que vinha dentro do sobrescrito electrónico. Em anexo aos tradicionais cumprimentos, Voz do Seven foi contemplado com a foto de uma das senhoras mais queridas dos santacombadenses em geral e muito em particular deste que convosco conversa.
De lenço sobre os cabelos e xaile estilisticamente colocado p'los ombros, a imagem da Tia São retrata fielmente a mulher tradicional portuguesa, trabalhadora e sofrida em tempos bem amargos que tantas vezes tinha de lutar solitariamente pela vida. Na sua tasquinha, conhecida simplesmente como "A Canoa", serviu pobres e abastados, cavadores e letrados e fossem residentes ou viajantes todos eram recebidos com a mesma simpatia daquele tímido e inesquecível sorriso. Paciente, ouviu brincadeiras carinhosas de clientes, doutros desabafos, e a alguns deu conselhos.
A
sardinha em molho de escabeche da Tia São Canoa deveria constar de todo e qualquer Pantagruel, porque era um verdadeiro petisco dos deuses e o sabor e aspecto jamais poderão desaparecer da memória daqueles que tiveram a felicidade de a provar. Para além do prazer de visitar a Tia São, o mais exigente dos garfos também se poderia deliciar com "peixinhos do rio" ou com "queijo fresco", de ovelha note-se, que se seco pelas suas mãos hábeis se tornava outro manjar diferente e delicioso. Temperados com sal e pimenta (do reino) os ovos cozidos também faziam parte do cardápio e para beber, claro está, para além de sumos e refrigerantes, um bom tinto da Região do Dão tirado na hora dos pipos em cantareira que davam aquela beleza ímpar às tasquinhas de antigamente.
A lei da vida não se compadece, mas driblemos com subtileza as perdas físicas e fiquem as memórias... da tasquinha e principalmente da
Tia São e nem ficaria mal que a toponímia santacombadense se lembrasse da sua rua, da Rua da Canoa, porque por mais simples que possam ser, as raízes devem ser perpetuadas e é delas que se constrói e vive um povo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:41


2 comentários

De Agostinho a 29.07.2005 às 00:08

Linda homenagem Seven. A tia São ficará concerteza contente com as bonitas palavras que lhe dedicas.Fazer lembrar ao municipio o que representou a taberna da tia São é também uma forma de reconhecimento do seu contributo prestado ao municipo.Um abraço

De Alípio Calisto a 29.07.2005 às 12:17

Os meus sinceros parabéns a quem teve a extraordinária ideia de trazer de volta a TIA SÃO CANÔA,figura tão carimática da nossa terra, tal como sempre a conheci.Ali está ela com o sorriso com que nos recebia, servindo mais um copito... sabe-se a lá a quem!?Aquele sorriso suave...constante...mais parecia fazer parte das suas feições naturais!? Como nos esquecemos tão rápidamente (falo por mim)desta gente boa...!Daí a minha surpresa!!!Tantos momentos bons ali passados com os nossos amigos, na companhia dos citados petiscos, cujo gosto só ela sabia dar-lhes...!Quantos copos,quantos petiscos,quantos joguitos à moeda naquele escondidinho...!Quantas saudades...Será que nós, os ausentes da terra,somos mais saudosistas?Neste caso, atrevo-me a pensar que não será bem assim,porque a TIA SÃO CANÔA deixou um vazio nas nossas recordações que nunca mais será preenchido.Parabéns, parabéns, parabéns!!!Um enorme abraço.Alípio Calisto

Comentar post




  


calendário

Julho 2005

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31



Comentários recentes

  • Anónimo

    ainda tenho o emblema do benfica que ele tinha no ...

  • Anónimo

    Neves, cá estou a pesquisar sobre Santa Comba, pel...

  • Anónimo

    Quando Joe Dassin faleceu, era eu emigrante em Fra...


Ligações

SANTA COMBA DÃO

NOTÍCIAS NO VOZ

FUTEBOL NO VOZ

INFORMÁTICA NO VOZ

LUSO IN SÃO PAULO

FOTOS NO FACEBOOK